Escola Secundária do Padrão da Légua – Retomadas as obras

Ao fim de quatro anos de paragem por dificuldades do empreiteiro, a empresa Parque Escolar retomou na semana passada os trabalhos de requalificação da Escola Básica e Secundária do Padrão da Légua. O estabelecimento de ensino foi hoje visitado por Luísa Salgueiro e Fernando de Jesus, deputados do PS eleitos pelo distrito do Porto, e pelo presidente da federação distrital dos socialistas, Manuel Pizarro, os quais, acompanhados pelo presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Guilherme Pinto, se congratularam pelo reinício dos trabalhos e prometerem acompanhar de perto a sua evolução.

“O importante é que a obra tenha recomeçado”, declarou Guilherme Pinto durante a reunião que juntou a direção da escola e responsáveis pela Parque Escolar e pela empresa Lúcios, que tem agora doze meses para concluir os trabalhos iniciados em 2011 pela Edifer. O presidente da câmara recordou ainda que a paragem nas obras acarretou, para além dos sérios problemas que afetaram as condições de funcionamento da escola, a perda dos fundos comunitários que estavam mobilizados para a intervenção.

Orçados em cerca de 9,4 milhões de euros (de um investimento total que ronda os 12,8 milhões), os trabalhos agora em curso permitirão, numa primeira fase, concluir os novos pavilhões na fachada poente da escola, que deverão estar pronto até 8 de fevereiro. Após a transferência das salas de aula e dos alunos para os novos edifícios, será imediatamente iniciada a requalificação dos pavilhões originais da escola, incluindo o pavilhão gimnodesportivo. A Escola Básica e Secundária do Padrão da Légua deverá ficar pronta exatamente daqui a um ano, a tempo do início do ano letivo 2017-2018.

Prometendo regressar à escola já em fevereiro, para confirmar a conclusão da primeira fase das obras, a deputada Luísa Salgueiro realçou o empenhamento de toda a comunidade na resolução deste problema, sublinhando também o esforço feito pela Câmara Municipal de Matosinhos, a qual, indo além das suas competências, interveio na cobertura da escola de modo a assegurar as condições mínimas de funcionamento até à conclusão das obras. “É em conjunto que se consegue resolver as coisas”, disse a deputada.

A Escola Básica e Secundária do Padrão da Légua conta atualmente com 38 turmas, estando previsto que, após a conclusão dos trabalhos agora reiniciados, passe a acolher 65 turmas, num total de 1555 alunos, a maior parte dos quais virá de outros estabelecimento de ensino do agrupamento. Durante os próximos meses, o avanço da intervenção será assegurado por cerca de 130 trabalhadores.

Guilherme Pinto recordou também que há ainda três escolas secundárias a necessitar da intervenção, sublinhando o caso da Escola da Boa Nova, que se encontra em muito mau estado de conservação. “É uma vergonha”, disse.

(FONTE: http://www.cm-matosinhos.pt/frontoffice/pages/242…)

14079813_1277626675580996_4278192268865217518_n14102161_1277626678914329_4974466451621228572_n

 

 

Anúncios

Deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s